domingo, 26 de dezembro de 2010

É PROIBIDO REFLETIR?

Há uns meses atrás chamei determinado líder religioso de cachorro. Isso me rendeu alguns problemas, mas na época disse que me arrependo verdadeiramente, principalmente porque tenho dois cachorros sensacionais que me são muito fiéis. Eles não mereciam tal comparação. Então, estou errado por ofender o Hunter e a Malu.
Durante algum tempo lecionei  em uma renomada instituição religiosa. Quando “ofendi” o tal pastor fui questionado (já que assunto propagou-se). Expliquei os acontecimentos, e aparentemente, tudo ficou em paz. Estava tudo bem. Isso é o que eu pensava. Esses dias recebi por telefone a notícia de que estava sendo dispensando dessa instituição, basicamente porque sou uma figura polêmica que ofendeu um importante líder cristão. Afinal de contas, ele é “um homem de Deus”.
É ele é homem de Deus sim. O fato de ter estranhamente mudado de postura e abraçado a esdrúxula teologia da prosperidade, de ter passado a oferecer um evangelho barateado (opa, barateado não! É bem caro mesmo), mentiroso, falsificado, não o torna menos homem de Deus. Ao contrário, apenas evidencia que ele está em “um plano superior”.
Claro que vender bíblias por R$ 900,00, ou criar uma modalidade de “dízimo” como uma poupança do céu para compra da casa própria, ou ter dividido a maior denominação evangélica desse país, ou usar a televisão para fazer política eclesiástica não o torna falso profeta.
Tenho certeza que ter posturas políticas desequilibradas, com flagrante interesse financeiro não o torna ímpio. Ele é sim um homem de Deus! Errados estão aqueles que lutam por uma igreja com posturas sérias, comprometidas com os princípios escriturísticos.
Errados estão os que pregam fielmente a Escritura, defendem a verdade do Evangelho e desejam ardentemente que as pessoas sejam solapadas de uma vida distante de Deus e sejam feitas novas criaturas pelo poder da Palavra.
Estou completamente equivocado quando tento promover nas mentes de futuros teólogos a capacidade de refletir, de remoer conceitos, fatos e opiniões e assim  estabelecerem-se como cabeças pensantes. Afinal de contas, a “academia” deve produzir papagaios, fantoches nas mãos de líderes como o acima citado.
Sabe, Jeremias, Isaías, Ezequiel estavam completamente equivocados quando pregaram em combate aos falsos mestres, buscaram alertar o povo contra aqueles que pregavam falsas doutrinas. Eles certamente não teriam lugares em muitas instituições que se colocam como fiéis à Escritura. Mas é certo que deveriam mesmo ser excluídos, porque estavam errados. Afinal de contas, não é ético atacar homens com ministérios tão evidentemente abençoados a avassaladores.
Não posso em hipótese alguma ler Judas e entender que como cristão tenho a responsabilidade de defender o povo de Deus da influência de homens venais, corruptos, bajuladores, mentirosos, hipócritas! Tenho que “respeitar”, chamar de irmão e principalmente aplaudir os papas da heresia moderna. Afinal de contas, foi isso que Jesus fez nas diversas vezes que esteve diante dos fariseus e escribas. O capítulo 23 de Mateus mostra-me um Jesus comportadinho! Tão comportadinho, mas tão bonzinho que foi morto na cruz pelos grandes líderes da época!
Sabe, queridos! Deixem-me dizer algumas coisas simples:
Estou honrado em ter sido dispensado por esse motivo! Eu não sirvo para lecionar lá porque sou polêmico? Porque prego a verdade? Porque digo que herege é herege? Porque não sou educado o suficiente para não “ofender” homens vis, cruéis e inescrupulosos? Sério? Estou lisonjeado por ter sido assim!
A música É PROIBIDO PENSAR  do João Alexandre fica na minha mente agora: “Não consigo me encaixar nesse esquema...” Não me cabe nisso! Não me querem e acima de tudo, eu não quero fazer parte de uma banalização da teologia.
                Estou farto de crentes melindrosos que ficam com raivinha quando alguém diz isso ou aquilo que lhes desagrada. Vão ler a Bíblia! Olhem-na atentamente e nela verão que os homens são chamados de vermes, hipócritas, túmulos vazios, sepulcros caiados, cães, cobras... Jesus  e os profetas nunca deixaram de “dar nomes aos bois”.  Então parem com esses “chiliques gospeis”. Quando sentir-me movido pelo Senhor para ser o contraponto eu o serei; pregarei sem medo de dizer a verdade. Não tenho preocupação em fazer amigos! Não me interesso em tê-los se para isso tiver que negligenciar a minha tarefa. Por isso, fiquem a vontade, podem me “detonar”.
                Ah! E antes que alguém se levante dizendo que quero ser “santinho”,  deixo claro: sou sim radical, irado, combativo (tudo isso em demasia nalguns momentos). Sou pecador, cheio de falhas, sou “criticável” muitas vezes e não me coloco como padrão de santidade. Cristo é o padrão!  
Concluo dizendo: Fiquem irados comigo! Mas dane-se a boa educação, exploda-se o bom relacionamento com pessoas que querem produzir papagaios denominacionais. Não quero e não vou manter a falsa paz. Vou sim incomodar! Vou atiçar mentes! Vou polemizar sim! Quero fazer com que as pessoas pensem, reflitam, moam e remoam conceitos! Quero ser parte integrante na produção de teólogos pensantes! Não fui chamado para agradar, mas para proclamar e se proclamar vai incomodar, estou aqui para atiçar!

Um abraço,

Caco, o atiçador!
                 


6 comentários:

Anônimo disse...

Concordo em gênero, número e grau, e inclusive compartilho da mesma opinião sobre "o cachorro"! Mila

Julyanne Rezende disse...

Pô Caco ... lamentável isso!
Vc sabe te admiro bastante, sentirei saudades das suas aulas polêmicas, as terças feiras divertidas rsrsrs ... mas a realidade é , não agradamos a todos. "Fato".
Adorei a riminha la no final ... uhauahuahau
Bêjo

Pr. Ricardo "Caco" Pereira disse...

ESCLARECIMENTO: Caline e Julyanne, o STEC não é a instituição a qual me refiro. Fiquem em paz!

Isaac Marinho disse...

O Silão está acima do bem do mal...?

Eu não entendo o comportamento dos defensores dessas criaturas perversas que se dizem ministros do Evangelho, mas não passam de ministros da mentira.

O título de "Pastor", o número de membros que ele diz pastorear (ou os que ele batizou recentemente), os bens e a influência que ele possui, nada disso atesta comunhão com Deus.

As pessoas pensam nessas coisas como frutos de um "ministério abençoado", mas não deveria ser assim... O que ele prega não importa? Usar o nome de Jesus não é o mesmo que seguir a Cristo!

Essas "unções financeiras" que foram oferecidas pelo homem de "deus", em parceria com um outro cara de pau, serviriam para fazer prosperar a quem ofertasse; mas não serviam para prover os valores necessários para o homem de deus manter seu programa de TV no ar?

Se essas coisas funcionam mesmo, se toda essa onda de dar grana para receber mais de Deus funciona, por que é que os pregadores dessa mentira precisam do dinheiro das pessoas? Por que eles chegam a pedir que as pessoas abram mão do dinheiro do aluguel das suas casas etc e tal, pra que tanta apelação!?

Bastava esses mesmos homens de deus darem do próprio bolso (daquele salário gordo que recebem) uma oferta, uma semente financeira, e o mesmo deus que fica contente com a extorsão que eles praticam iria abençoá-los. Eles nem precisariam apelar tanto, nem precisariam oprimir os pobres ou ameaçar de maldição àqueles que se indispusessem a abrir suas carteiras.

Chega de mentiras. A Igreja deseja o Evangelho de Cristo, o mundo precisa do Evangelho de Cristo!!!

Karla Souza disse...

Agora eu posso dizer que sentirei falta das suas aulas!!! Até pq estava contando o tempo para pagar outra disciplina com vc. Não é toda hora que encontramos uma pessoa pronta para o confronto de idéias, que esteja disposto a explicar tudo o que diz COM RESPALDO BÍBLICO e sem se preoculpar com o que as pessoas irão pensar. Uma pessoa que detesta hipocrisia e luta contra isso todos os dias no seu dia a dia. Uma pessoa que faz o que tem que ser feito sem querer agradar ninguém e sim apenas Deus, que conhece o seu coração e sabe de suas intenções! Glória a Deus, por podermos desfrutar de tal intimidade!
Sentirei muito a sua falta mesmo pq vc é aquele professor que nos estimula a pensar, a ser ousado, a ter momentos de conflitos em sala de aula que nos fazem amadurecer, a chegar em casa e pegar a Bíblia de estudo, ir na internet fazer pesquisa, pegar livros que comentem determinado assunto, ligar para o colega ou até mesmo para o nosso pastor e compartilhar estudos e tirar dúvidas! Não é em toda esquina que encontramos um ser pensante e que não vive engessado pelos dogmas e pelo o que o homem diz que é certo ou não.
Digo a vc que tenho orgulho de um dia ter sido sua aluna. Só Deus sabe como meu coração e minha cabeça estava quando paguei Análises Bíblicas de João. Vc me fez voltar a ser quem eu sou! Uma pessoa que pessoa que tem senso crítico, que busca a verdade com respaldo bíblico, que pensa e que expõe seus pensamentos sem receio do que irão dizer. Até pq a cada dia tenho mais sede da Palavra. Sede de aprender para quando algum alienado vier fazer alguma crítica eu lhe dar dar uma resposta mais elevada do que a sua alienação!
Deus tem um propósito em tudo e eu creio que Ele tem algo bem melhor lhe esperando...Ainda iremos ouvir falar muito mais de vc!
Deus te abençoe, meu eterno professor!!!

laercio-rafael disse...

Só n entendo o peque de tantas explicações? Estamos preparados como para uma guerra e n para uma guerra. este texto demonstra sentimentos de ira desrespeitosas!Não podemos mos remeter a linguagem profética para justifica a negligência da educação.com ela seremos sempre melhor ouvidos. combatemos o mal como o mal?Concordo como o ideal, mas n com os meios utilizados para a expressa-lo como mais "propriedade”. Temos uma serie de apologistas que tem gerado frutos conservando a boa educação!Jonas Madureira, Joger Noda e etc. sei q se pode fazer melhor por isso comento. e se o intuído realmente é questionar e falar a sua opinião( como o texto tanto rezar)este comentário ficara postado!paz!