quarta-feira, 10 de novembro de 2010

EU ESCUTO BOA MÚSICA “DO MUNDO”


A cada dia fico mais intrigado com a postura dos ditos cristãos de nosso tempo. Até tenho tentado ficar quieto, calado, manso em relação a essa hipocrisia de pessoas doentes, malévolas, perniciosas que se colocam como cristãs, mas na verdade nada mais são do que a parte mais vil da religiosidade morta. Esse é mais novo desabafo, ele reflete parte da minha indignação com essa gente careta e covarde, com essa gente de alma bem pequena, remoendo pequenos problemas... Pessoas que vêem a luz, mas não iluminam suas mini-certezas (estou citando Cazuza sim!). É pra essas pessoas que escrevo essa pequena crônica carregada de ira, de ódio contra aquilo que Deus também odeia. Abomino pessoas covardes, hipócritas, levianas. Tenho o mais puro asco de gente que não fala olhando no olho.
Estou cansado dessas pessoas que se preocupam mais com a vida dos outros do que com o bem-estar deles, ou com a sua própria. São hipócritas que não são capazes de tirar a trave do próprio olho, mas ficam procurando ciscos nos olhos alheios.
Outro dia fiquei sabendo que alguém falou para outra pessoa, que passou para outra... Bem... a história andou até chegar em mim... A primeira pessoa estava “escandalizada" porque eu estava escutando TITÃS! Meu Deus que lástima! O engraçado que essa pessoa tão crente, tão pura, santa, parece nunca ter lido os que o Senhor fala sobre as fofocas (Provérbios 6.16-19) ou sobre como deve ser tratado alguém que lhe ofendeu (Mateus 18.15ss).
Quero dizer os motivos pelos quais escutei, escuto e continuarei escutando Titãs, Paralamas, Chico Buarque, Chico César, Toquinho, Geraldo Azevedo, João Alexandre, Sérgio Lopes, Nelson Bomilcar, enfim, essa gente de muito talento.... Eles são semelhantes aos que justificam que eu leia Machado de Assis, Marcelo Rubens Paiva, Vinícius, ou que veja a série 24 horas, ou ainda aplauda o talento esportivo de alguém...
1º Porque Deus, em sua infinita graça deu talentos a todos os tipos de homens. Ao contemplar a inteligência, a poesia, a arte de Adriana Calcanhoto, Toquinho, Vinícius, Machado de Assis, Arnaldo Antunes, Renato Russo, Luiz Gonzaga... sou capaz de perceber o belo mesmo em meio a natureza pecaminosa do homem; Ou você acha que a habilidade e inteligência de Oscar Niemeyer, José Saramago e tantos outros ATEUSsão frutos do Diabo?
2º Porque tenho bom gosto musical não escuto lixo! Não perco meu tempo ouvindo nada que não seja recheado de: inteligência, consciência e talento. Então não me peçam para escolher entre essa “lixaiada” gospel e Toquinho;
3º Porque não suporto o besteirol gospel - Não agüento música sem cultura, sem poesia. Não consigo escutar 500 graus de muito fogo e poder quando posso ouvir Aquarela. Infelizmente a música dita cristã tem poucos bons nomes, pessoas que conseguem unir talento musical e boa letra.
Na verdade, não gosto dessa distinção entre música cristã e música mundana. Entendo que os cristãos devem sim fazer diferença com composições cheias de boa poesia, carregadas da ética bíblica, mas sem apenas criar uma categoria de música destinada a atender uma exigência do “mercado da fé”.
4º Porque os Reformadores foram os grandes incentivadores da arte, cultura e das ciências. A arte não pode ser inimiga da fé. Leiam por favor: “O Cristão e a Cultura” (M. Horton – Cultura Cristã). Veja um pouco sobre a influência da Reforma nas Artes. Ah! Lutero era mestre em artes...rs
Não pretendo deixar de ouvir boa música, não me importa que pessoas de mente pequena, crentes com uma vida inteira de fé, criados indo para o culto(Não posso dizer que foram criados na fé), ainda tenham pensamentos tão deploráveis. O que me irrita grandemente nessa história é que esse padrão de fé mentirosa é o que prevalece e os ditos cristão apenas “emburrecem”. Mas os que proíbem de ouvir boa música são os mesmos que falam da vida alheia. Meio louco isso não é?
Estamos criando uma espécie de “Sociedade Alternativa Gospel”- Raul Seixas tentou fazer isso - os “cristãos” estão conseguindo. Tem música de crente, loja de crente, roupa de crente... Daqui a pouco criamos açúcar gospel, café gospel... Fala sério! Leiam a oração sacerdotal de Jesus! Compreendam 2Co 5.14-20. É hora de ouvir boa música, ler bons livros, ver teatro, enfim... É hora de viver como cidadão dos céus e ser Sal e Luz!

Lanço aqui o movimento: CRISTÃOS, OUÇAM BOA MÚSICA!

Um abraço,

25 comentários:

Anjos do Riso disse...

Não vejo nenhum problema em ouvir musicas " seculares " pelo contrário quando o conteúdo é de qualidade vale a pena ouvir sim ... Música gospel? ou melhor dizendo Aberrações gospel rsrsrs ... literalmente ignorância bíblica ... heresia por cima de heresia. :D Cuuuuuuuuuuultura gente ... se liga povo!

Caline Galvão disse...

"Não consigo escutar 500 graus de muito fogo e poder quando posso ouvir Aquarela". kkkkkk! Nem eu! Gostei demais do texto! Mas vc falando é uma coisa, pelo fato de vc estar na posição pastoral... Uma vez quando falei sobre este assunto, percebi que algumas pessoas até hoje não falam mais comigo! kkkkkk!!! Pelo menos me livrei de gente quadrada! kkkkkkkkkkkkk!!!

Cybeli disse...

kkkkkkkkkkkk, tô pasma... Sabe Ricardo, por coinscidência, outro dia eu ia pedir pra você fazer uma postagem com esse tema, mas achei melhor não te pedir, pois achei que você não aceitaria, por se tratar de um assunto que talvez não fosse tão aceitável por grande maioria dos "crentes". Mas vc abordou esse tema de uma maneira explêndida, que merece todo meu aplauso.(Ah!!!foi muito bom saber que eu não sou a única crente que gosta da boa música do mundo rsrs)

Deus lhes abençõe sempre!!!

Thaise disse...

Cara! Foi o maximo! Eu curto muito musicas em geral... Enfim, concordo plenamente com Ricardo! Mas é esse o mundo hipocrita gospel, acredite... Ninguem ddeixaria de parar pra ouvir uma boa musica, e digo hipocritas,porque em seu infinito particular, TODOS ja ouviram,concordaram e gostaram de uma letra da dita música "mundana"....


Thaíse Batista...

Kleimer Martins e Márcio Lucena disse...

Concordo plenamente com o que foi tratado. E viva a boa música!

Anônimo disse...

Concordo em genero numero e grau. E como disse Kleimer: "viva a a boa musica!"

.:Crica:. disse...

A música pode refletir a alienação de muitos crentes. A geração retratada por João Alexandre em "É Proibido Pensar" não é a mesma da qual faço parte. Música e arte ruins, são ruins sejam elas gospel ou não. Música e arte boas, são boas sejam elas gospel ou não. E vamos combinar, "gospel" tá tão demodê quando "chuchu beleza".

Na geração de cristãos pensantes, da qual faço parte hoje (digo hoje porque nem sempre fui assim, tempos atrás também acreditava que ouvir coisa "do mundo" era "me contaminar"), a linha que separa sua vida do "mundo" são suas atitudes, comportamentos, ações, etc. Um bom testemunho fala muito mais que seu playlist de mp3.

Mandou bem, Caco!
É sempre um prazer passar por aqui!
Bjs

Bruninho disse...

Concordo com boa parte do artigo, mas tenho minhas críticas.

Primeiramente, não gosto de artigos de crente que vem carregado de ira, de verdades absolutas. Acho que isso é aceitável quando se trata de pecados, mas quando se trata de modos de pensar, pra mim o texto perde credibilidade. Isso é bem comum isso nesse meio, o qual eu mesmo me incluo.

Sobre música do mundo...

Eu não vejo nenhum mal em escutá-las (NENHUM MAL!), mas acho que duas questões tem que ser observadas: quem está cantando e o que diz a letra. Considerações como essas tem que ser levadas pra qualquer tipo de arte.

O equilíbrio é a base de tudo.

A arte por sí só é muito bonita, o problema é quando consideramos somente a arte esquecendo-nos de que por trás dela pode existir um peso espiritual, uma carga espiritual. Antes, no alto do meu entendimento, eu não acreditava nisso, achava balela, mas hoje vejo que é real. Satanás só quer uma brecha pra trazer pensamentos vãos, desejos maus e mais um monte de parada que não presta, quando olhamos, todos esses desejos e pensamentos, pode ter se originado com uma "besteirinha": o escutar de uma música. Fiquemos atentos!

E tem outra, tem muita musica gospel, com letra bonita, mas que não levam à adoração, o que é mais importante do louvor. Música por música, é arte, independente se de crente ou não. O mais importante em uma música de crente é ela nos levar a adoração, fazer-nos se entregar ao pai. Tem muito músico dito cristão por aí que não possui UNçÃO (isso, UNÇÃO, pra usar linguagem de crente mesmo). Tem muita música cheia de grito, de "cantalabaxurias", com fogo do reteté, mas VAZIAS!

Sinceramente? Hoje eu prefiro não gastar mais meu tempo, que é tão curto, escutando músicas do mundo. Por mais que EU NÃO VEJA NADA DEMAIS. É UMA OPÇÃO PESSOAL.

Nós, crentes, temos boas músicas cristãs sim! E o melhor: para todos os gêneros! Uma busca rápida na net nos comprova isso.

Abs.
Bruno Moreno

Anônimo disse...

Concordo com o que Bruno falou, algumas verdades foram ditas no texto de caco, mas, muita ira foi proferida, um pastor precisa ser mais manso... como cristãos precisamos ser mais sábios e menos rancorosos...

Inclusive manso/sábio/calmo durante os jogos da federação, para dar exemplo!

Pr. Ricardo "Caco" Pereira disse...

COMENTANDO OS COMENTÁRIOS

1. ANJOS DO RISO (Ju) – Assim. Infelizmente por causa do “lixo” presente no meio gospel, alguns bons acabam sendo deixados de lado. Por isso citei João Alexandre, Sérgio Lopes...;
2.CALINE – Certa vez alguém me disse que eu pagaria o preço por me posicionar. Prefiro que seja assim. Não nasci para ganhar os louros da omissão. Bom saber que tem mais gente que prefere ser assim;
3 CIBELY – Primaaaaaaaaaa!! Você é suspeita ao me elogiar... rsrsrsrs Mas de boa!! Fico feliz que pense assim!;
4.THAÍSE– É fato que os hipócritas estão em toda parte e geralmente eles se emtem a santarrões;
5.KLEIMER - E viva a boa música! Dois vivas!!
6.ADRIELLE(Anônima por engano) - E viva a boa música! Três vivas!!
7.CRICA – Nossa!! Ler elogios seus fazem bem...rsrs Bom tê-la como leitora (colaboradora).
8.BRUNINHO – Cara! Você postou uma das mais legais críticas que li no blog. Quero dizer que não tenho menor problema em ler pensamentos um pouco distantes dos meus. Fico feliz em ver pessoas maduras que são capazes de opiniar claramente. Deixa só esclarecer: Não tenho problemas com quem NÃO OUVE MÚSICA “DO MUNDO”. Minha ira é contra o PECADO de agir como inquisidor contra os que OUVEM. Trato com ira porque é PECADO mesmo. Quando alguém taxa como errado algo, apenas com base na sua opinião, preconceitos e dogmas extra-bíblicos, isso é PECADO SIM.
Tipo, alguém certa feita disse: “Posso discordar plenamente do que você fala, mas lutarei pelo seu direito de falar”. Tipo, eu em meu PRECONCEITO não suporto pagode, mas lutarei se preciso for para que você possa escutar sem problemas (eca.. hahauhauhaua).
Assim, sobre moderação. Somos chamados para isso.
Sobre ira. Indico um vídeo do Mark Driscoll. Muito legal. (http://www.youtube.com/watch?v=LvjktFI-iTc&feature=player_embedded)
Cara, seja muito bem vindo ao ORTOPRAXIA! Contribua a vontade!
9.ANÔNIMO – Cara – Um pastor precisa ser manso... é precisa sim... Precisa ser irar-se também! Precisa descer o cajado também. Amigo ou amiga (da onça – amigos de verdade não postam no “escuro”). Você deveria ver como Neemias tratou o erro do povo, como Jesus entrou no templo, como Paulo resistiu a Pedro, como Calvino tratou hereges... De boa, leia a Bíblia e veja como os profetas dizem que deve ser tratado o ERRO.
Aqui você tem todo o direito de se expressar, desde que tenha a hombridade de fazê-lo claramente. Isso é o mínimo que se espera de um cristão.
Sobre os jogos da federação de Mocidade. É fato, há cinco meses excedi-me nas discussões. SOU HUMANO, FRACO, LIMITADO, SANGUINEO, PECADOR... Sou tudo isso antes de ser pastor. Procurei quem deveria procurar, pedi perdão (como manda a Bíblia). Falo às claras. Não sei se percebeu (se é que realmente leu o texto), mas como comecei dizendo que “Abomino pessoas covardes, hipócritas, levianas. Tenho o mais puro asco de gente que não fala olhando no olho”. Odeio quem não fala o que pensa claramente! Ah! Que lástima, o pastor ODEIA – Engraçado... O PASTOR também odeia!
Faz o mesmo comigo por favor! Isso é cristianismo! O exemplo não é dado apenas quando nos comportamos sempre bem, quando reconhecemos nossos erros e pedimos perdão, somos modelo também!

Poliana Xavier disse...

Mais uma vez brilhante! Vc não fala por si, pode ter certeza que fala por muitos, só parece meio audacioso em sua posição, o que é ainda mais fascinante, dá esperanças para um mundo de verdadeiros irmãos e não de "meio-irmãos", onde não nos sintamos melhor, nem pior que alguém, escondendo-se atrás de um Deus que só é pregado (muitas vezes em vão) e muito pouco vivido. Nos dias de hj,a necessidade da coragem Luterana é gritante, de se falar francamente a verdade, de se indignar com a miséria do outro, de monopolizar menos e dialogar mais... isso nem se fala! Parabéns amigo! Boa leitura!

Ana Lívia disse...

Legal demais esse texto! Meio agressivo talvez, mas ainda assim interessante. Se não devemos ouvir "músicas do mundo" porque não glorificam a Deus, então seremos obrigados a rejeitar boa parte da música gospel (pra não dizer quase todas). Cada dia fica mais complicado participar dos ditos "momentos de louvor". Louvor a quem? A Deus ou a mim? Há muita heresia nessas letras gospel, e quase ninguém percebe que, tanto aquele que compõe quanto o que canta essas músicas recheadas de absurdos, estão servindo como instrumentos do diabo na divulgação de mentiras!

Bruninho disse...

Pr. Ricardo, irei assistir sim o vídeo sugerido.

Sempre que der apareço! =)

Abs.,

Bruno Moreno

Douglas Junior #38 disse...

"Não consigo escutar 500 graus de muito fogo e poder quando posso ouvir Aquarela" eu ri muito ao ler isso
Mas enfim... vc esta certo sim Ricardo, pois muita gente deixa de escutar música boa, com conteudo e que lhe passe uma mensagem legal para ouvir certos tipos de bandas e cantores (me refiro tanto a músicas gospel como músicas "não-gospel") que não vale a pena nem eu citar aqui...
Enfim... vamos aderir essa capanha: CRISTÃOS, OUÇAM BOA MÚSICA! pois eu sei que mesmo sendo um evangélico afastado, tenho conciência de que escuto músicas "não-gospel", (e umas músicas gospel também, porém é bem menos em relaçaão as músicas "mundanas") mas que tem melodia, conteúdo e que me passa uma mensagem legal.
Falei e disse.

Secretaria de Trabalho e Ação Social de Conde disse...

Parabéns! Q
Quanto mais te escuto, quanto mais te observo, mais acredito no amor de Deus por nós. Alguns crentes,tem que ter cuidado para não contaminar a música do mundo com o seu coração. Muitas vezes o pecado está nos olhos de quem vê.

Jackson disse...

Estou de acordo que há muita besteira no meio gospel, e infelizmente isso tem crescido dentro das igrejas, não sei como os cristãos tem deixado de cantar "Castelo forte é nosso Deus espada e bom escudo, com seu poder defende os seus em todo transe agudo, com fúria pertinaz persegue satanas, com ânimo cruel, mui forte é Deus fiel, igual não há na terra". para cantar heresias como "para direita, para esquerda, na minha frente e para tras por todo lado sou abençoado"(teologia da prosperidade) muitos tem esquecido a doutrina bíblica na músicas para cantar abobrinhaaaaaaaa.


e não vejo problema algum em escutar musica secular. gosto de Elis, Tom, Luiz, e outros tantos.

Meirijane disse...

Oi Rev.!amei o que você escreveu,também escuto boa música do mundo,infelizmente não enconramos nas músicas gospel boas mensagens,sou do tempo de LOGOS,SÉRGIO LOPES,em fim é o que se da pra ouvir na música gospel,enfim não vejo nada demais em escutar uma boa música,a do mundo serve pra ouvir as poesias que diga-se de passagem tem umas ótimas e as gospel nós adoramos o nosso Deus.

IBA disse...

Rapaz, é tão sei não isso aí, que só dá para comentar dizendo:

"Vamos pedir piedade
Senhor, piedade
Pra essa gente careta e covarde
Vamos pedir piedade
Senhor, piedade
Lhes dê grandeza e um pouco de coragem"

Melhor, vou comentar mais...

(Re-"citando" Cazuza) Pena que Cazuza com certeza não foi exemplo para ninguém. Opa! Péra aí! Ele foi exemplo sim, foi exemplo para toda uma massa de jovens que o seguiu, o cantou, o amou. Alguns amaram até demais, além... Também foi exemplo pra nós. Exemplo de que temos muito o que fazer em prol da expansão saudável do Reino de Deus. É pela nossa ausência que temos que pedir piedade: Deus, tende piedade de nós que nos degladiamos naquilo que nada acrescenta e esquecemos de nosso chamado que deve ser vivido no espírito e na alma, mas também na "carne", nas andanças por aí.

O único mal que vejo em ouvir algo que não seja do nosso "meio" é quando nos deparamos com "Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele." (1 Jo 2:15). Por que digo isso: porque temos que nos nutrir de coisas que nutrem o espírito, a alma, o corpo. É a velha história do cão bom e do cão mal (não vou usar cores que isso tá virando assunto passível de processo :o). Qual deles você vai alimentar? Me preocupa, principalmente quando vejo jovens, muito jovens, que se alimentam MAIS de coisas que tem feitura bonita, mas que podem induzir a outras aproximações e relacionamentos com os quais não saberão lidar. Então, neste sentido, minha palavra vai para os "experimentados da fé": vamos nos ajudar mutuamente a crescermos na graça e no conhecimento de Deus, sabendo que Deus se revela de tantos modos que limitá-lo é dizer que Ele não é Deus. Continuo pedindo piedade ao Nosso Deus se em algum momento amei mais o que a Ele não agradava, mas agradecendo a Ele a liberdade que Ele nos dá.

Cilas disse...

Ao meio de tanta hipocrisia vista no meio das igrejas... acusações, inveja, fofoca e muitas outras coisas que ja presenciei... como é bom me deparar com um texto desse...
Viva a boa música !!!
Viva a boa música !!!
Viva a boa música !!!

Ass: Cilas Kleyton

Suênia Medeiros disse...

Acho que não é a música que nos aproxima ou nos afasta de Deus. A Bíblia é clara em dizer que são as nossas iniquidades que fazem separação entre nós e o o nosso Deus. E creio também que pecado é julgar o irmão, é falar da vida alheia, como o Pr. Ricardo mencionou e não ouvir música "secular". Uma dica: O Espírito Santo é quem convence o homem do pecado e, se te incomoda, deixe de ouvir. Se não, como eu, ouça... é pessoal essa decisão, é bem entre você e Deus.
"Eu sei, e estou certo no Senhor Jesus, que nenhuma coisa é de si mesma imunda, a não ser para aquele que a tem por imunda; para esse é imunda." (Romanos 14:14)
"Tens tu fé? Tem-na em ti mesmo diante de Deus. Bem-aventurado aquele que não se condena a si mesmo naquilo que aprova". (Romanos 14:22)
Deus abençoe a todos.

Pr. Ricardo "Caco" Pereira disse...

Comentando os Comentários

1.POLIANA XAVIER – Você é suspeita ao comentar meus textos. 1º Porque é uma AMIga de longa data (amigos são sempre complacentes.. srrss); 2º Porque pensa muito parecido comigo nalguns assuntos. Mas, de verdade... Tenho mesmo esperança para um mundo de verdadeiros irmãos e não de "meio-irmãos", onde não nos sintamos melhor, nem pior que alguém, escondendo-se atrás de um Deus que só é pregado (muitas vezes em vão) e muito pouco vivido. Mas minha certeza é que isso só vai acontecer quando Jesus voltar... por enquanto é preciso sofrer um pouco..rsrsrs
2.ANA LÍVIA – Aluna também é suspeita Né? Hauhauahu. Agressivo? Hum, se não fosse assim, não seria eu... Música gospel? Tem MUITA COISA BOA (João Alexandre, Bomilcar, Carlinhos Félix, Jorge Camargo, Logos, Sal da Terra.Sérgio Lopes....) Mas a a galera prefere o lixo (devo citar? Jhauauhahahaa).
3.BRUNO – Deleite-se! rs
4.DOUGLAS JR – É fato velho.. tem coisa que é pra rir mesmo!
5.SEC. TRABALHO E AÇÃO SOCIAL (KARLA) – Karla, vc é OVELHA.. e todo elogio seu será considerado como muitooooooooooooooooooooo suspeito.. rsrsrsrs Deus lhe cuide!
6.JACKSON – Viva a boa Música!! Donde vem essa coisa de música “secular”? rsrs
7.MEIRIJANE - Bom ter você por aqui Meire...rs – Tem muita coisa boa sim... Mas tem muito lixo no meio gospel também...
8.IBA (IVANILDO) – Opa... Comentários inteligentes, bem articulados... Bom de “re-comentar”. Ivanildo... Assim mano... Tem algumas coisas que você disse que são interessantes para serem “discutidas”. Então, vamos lá:
1.É pela nossa ausência que temos que pedir piedade: Deus, tende piedade de nós que nos digladiamos naquilo que nada acrescenta e esquecemos de nosso chamado que deve ser vivido no espírito e na alma, mas também na "carne", nas andanças por aí. NÃO SEI SE ENTENDI BEM – Mas parece-me que você pensa que esse não é o tipo de assunto que vale a pena discutir. Se for isso, respeito sua opinião, mas reservo-me o direito de discordar muito. É importante sim discutir sobre a visão correta acerca das artes dentro e fora da esfera religiosa, porque a vida de um cristão não pode ser resumida a culto (celebração), mas é muito mais que isso.
2.“Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele." (1 Jo 2:15). – O que é mundo? Esquema pecaminoso que intencionalmente busca promover a “não glória de Deus”. Por que sempre dizemos que “do mundo” é tudo aquilo que não é do culto?
Sinceramente IBA... gosto de seus comentários. Eles são relevantes, promovem reflexão.

9.CILAS – Amigo de verdade – suspeito....rsrs – Viva aBoa Música!!
10.SUÊNIA – Você tem razão. Por outro lado, a escolha das músicas que escuto (sejam elas gospel ou não), diz muito d aminha intimidade com Deus. Tipo, não dá pra dizer que quem adora bonde do tigrão e suas “cachorras” vive em intimidade com Deus.

IBA disse...

Caro Caco, para deixar claro. Eu sou a criatura que menos pode ser contra a boa arte, quer dentro, quanto fora da igreja. Até diretor de teatro já fui na igreja e nossas trilhas sonoras iam de Jean Michel Jarre até Rick Wakeman e foi uma das peças que mais apresentamos com elogios até das bondosas senhoras da igreja que diziam nunca ter vista nada tão profissional em nossos momentos de adoração (Ao profissionalismo e avante!!!). Quanto as andanças, não é crítica ao seu texto. Não estou dizendo que suas palavras não estão em paralelo com sua prática, mas já estou descartando quem se preocupa só com vãs palavreados (não é seu caso) sem uma prática de admoestação e ensino que seja salutar. Certa vez alguém criticou em nossa igreja um grupo de jovens que ia a um show. Perguntei se a pessoa já tinha acompanhado algum jovem a um desses momentos?!?!?! Como falar de algo se colocando tão distante daqueles que tem alguma apreciação pelo que "estamos" criticando? Caberá sempre a argumentação: "você está falando de algo que não conhece". Pois pague o preço (talvez só o ingresso). Vá conhecer, e então, com conhecimento de causa, não critiquemos, mas admoestemos, pois nossos jovens precisam de boas influências que não serão encontradas pela confrontação. Me preocupo com as mentes jovens que as vezes, não sempre, são influenciadas e aí também está nossa omissõa em produzir material BOM A BEÇA (lembra dessa?!?!?). Eu quero ver no seio da igreja de Cristo material de qualidade sendo produzido. Creio que essa será a melhor resposta aos anseios da alma que quer sentir e quer chorar de emoção incontida, urrar, porque não há as vezes palavras que expressem alegria e felidade, excitação até, quando se vê algo bem feito. Cristo não quer nada de nós que não seja ao menos próximo do perfeito, então por que se contentar com "meia-boca"?!?!?

Pr. Ricardo "Caco" Pereira disse...

Ivanildo (IBA) - Sou teu fã! rsrsrs
Deus te cuide mano!

Ana Chagas disse...

Pr. Caco, eu, particularmente, não ouço música "do mundo", mas não condeno quem as escuta com prudência. O que não concordo, é que pessoas que dizem servir ao Senhor escutem qualquer música, sem distinguir o que suas letras dizem. Ou ainda pior,"curtem" música internacional,sem sequer saber o que as letras significam. Se estas pessoas entendem inglês, francês, seja lá qual for o idioma, com certeza saberão observar o que elas dizem, do contrário, se torna algo alienado, tudo é absorvido, mesmo que inconscientemente. Temos visto certos "ícones" da música internacional cujas músicas são um apelo explícito ao sexo, à prostituição, enfim, trazem mensagens incoerentes com servos do Senhor. Tenho visto até adolescentes "crentes" que são aluscinados pela Lady Gaga. Eles precisam analisar o que ela canta e até mesmo a postura que adota. Deus tenha misericórdia da nossa juventude, e daqueles que não tem procurado viver como Deus quer que vivam aqueles que o servem. Creio que é necessário usar a liberdade, mas devemos analisar se todos tem maturidade e submissão a Deus na hora de decidir o que escutar ou não.
Que Deus continue nos abençoando!

Jair disse...

Muito coerente e inteligente a sua publicação. Faço parte desse grupo que escuta boa música.