sábado, 1 de maio de 2010

UM NOVO DESABAFO - CONTRA OS NEO-FARISEUS

Ando meio sem “inspiração” para escrever, as palavras parecem fugir de mim. Isso tem me deixado angustiado. Era exatamente assim que me sentia até o dia de hoje. Mas em um sábado normal, exceto pelo fato de ser feriado, algo me moveu em direção ao computador, senti-me irresistivelmente instigado a escrever. Meus dedos começam agora a deslizar nas teclas do “PC” com uma velocidade incrível. Eles apenas obedecem aos comandos de um cérebro efervescente, tomado de pensamentos e sentimentos mais diversos. Há hoje em mim tristeza, raiva, angústia e de certa forma desprezo. Provavelmente muitos inda mais desgostarão de mim, terão asco, chamar-me-ão de cruel, insensível, de pastor louco. Mas preciso desferir minhas palavras como golpes certeiros contra o que chamo do “Neo-fariseus”. Eles são pessoas que jamais cometem erros, são especialistas em apontar seus dedos enormes para o pecado alheio ou até mesmo para quaisquer práticas dos outros, que simplesmente não sejam de acordo com o seu padrão de retidão (Leia Mt 23 e verá que a história se repete).

Antes de falar sobre os NF’s preciso esclarecer logo: “Não sou em hipótese alguma um adepto de uma teologia de ponta de rua que diz que estamos no tempo da graça e que não carecemos da lei. Mas se graça sem lei é ocasião para corrupção, lei sem graça é a vestimenta da dor, da sequidão espiritual. Entendo sim que devemos pregar contra o pecado, exortar os homens para que se convertam dos seus caminhos maus e se acheguem ao trono do Cordeiro que foi morto e reviveu”. Essa pregação não é para aceitação de um determinado padrão humano, mas para humilhação do pecador diante daquele que com seu sangue comprou para si pessoas que procedem de todas as tribos, línguas, povos e nações (Ap 5.9). Tendo dito isto, vamos aos NF’s.

Os “NF´s” são geralmente muito cultos, inteligentes e conhecedores da lei, ou seja, iguais aqueles outros fariseus que mataram o Senhor. Eles têm tudo para ser fundamentais na igreja, pois com seu conhecimento poderiam ser excelentes “canais de bênção”. Mas preferem perder tempo exibindo sua arrogância através de um padrão de santidade “seco de graça”. São meros seguidores da lei, sem misericórdia, sem amor, sem esperança. O pior de tudo é que o fazem como se fossem supra-santos, enquanto os demais nada mais são que o “resto”, os “pecadores”. Estão ávidos por alguém para quem possa apontar o dedo e chamar de “pecador”, “publicano”, ou para quem possam direcionar frases do tipo: “eu não esperava isso de você!”.

O fantástico deles é que são capazes de distorcer facilmente as palavras de alguém para que possam acusar tal pessoa. Deixe-me ilustrar com uma “estorinha” ou será “historinha”? Hum... Mas imaginemos assim: Um jovem Sapo foi convidado para ministrar uma palestra num encontro de outros jovens e em um momento de sua exposição ao falar sobre o uso exacerbado do “Manual Unificado dos Sapos Incríveis”, em detrimento do “Livro Sagrado”, disse: “Eu tenho vontade jogar esse livro no pântano”. Essa frase “mal dita” ou “mal ouvida” caiu nos ouvidos do grande, imenso, temível NF de sua região. O pobre Sapo foi acusado de rebelião contra o “Manual Unificado dos Sapos Incríveis”, e não foi honrado por defender o “Livro Sagrado”, é interessante que o segundo livro é a “regra de vida dos sapos incríveis”. Pois bem irmãos, os NF’s agem exatamente assim, distorcem, acusam, julgam e condenam as pessoas, sem lhes dar o menor direito de defesa. Não há por sua parte o desejo de cumprir o padrão estabelecido pelo Senhor Jesus em Mateus 18.15-20.

Enquanto escrevo esse meu novo desabafo, não deixo de ter em mente a música Blues da Piedade – Cazuza (agora os NF’s e espirituais de plantão me odiarão - afinal de contas, citar Cazuza não é coisa pra “evangélico”. Tudo bem, não sou evangélico mesmo!). Sabe, os NF’s poderiam se encaixar perfeitamente nalguns trechos da música. Eles são geralmente pessoas de almas bem pequenas que remoem problemas pequenos, mas os transformam em imensos (Algo do tipo coar o mosquito e deixar passar o camelo – Mt 23.24); vagam pelo mundo embebidos pelo cálice de sua santidade fria, mentirosa e farisaica – por isso são derrotados! São ávidos pelo rigor da lei, mas não sabem amar e procuram por “alguém” que caiba nos seus sonhos de mundo “puro”, sem pecadores, pois esses são imundos, diferente deles que são a “nova raça” (algo meio “hitleriano” demais, não acha?). Esses seres cruéis são sim como varizes que aumentam, promovem dor, cansaço e uma enorme sensação de incapacidade. São como os malditos insetos em volta lâmpada em dia pós-chuva (como odeio esses insetos, abomino os santarrões, mas aos insetos o inseticida e aos santarrões?). Vamos pedir piedade? Senhor Piedade para essa gente careta e covarde! Essas pessoas são fracas, não experimentaram a real força do Espírito que é Deus, Deus perdoador!

Sabe caro amigo NF, sou pecador e, por mais que lute contra o pecado, pecarei, infelizmente pecarei. Mas vivo pela esperança convicta de que meu corpo se revestirá de incorruptibilidade (1 Co 15). Ah! Você também é pecador, e sempre que tenta fugir dessa realidade mostra-se inda mais condenado, porque baseia suas crenças na ilusão de que pode, mediante seus méritos, atingir um patamar de santidade que aplaque a ira de Deus. Sendo eu pecador, envergonho-me das vezes em que desagrado ao meu Senhor, e clamo pelo Divino perdão. Aproprio-me do direito de um Advogado Justo (1Jo 1.8-10). E você que confia na sua retidão, o que faz? Que certezas tem? Qual sua esperança?

Por favor, parem de apontar os dedos para as pessoas, elas simplesmente, por mais que amem ao Senhor e busquem andar em conformidade com sua Santa Palavra, ainda são imperfeitas, impuras e incapazes de agir em todo tempo sem pecar. Parem de colocar nas costas das ovelhas do Senhor, fardos pesados demais, pesos insuportáveis. Não façam sofrer o rebanho do Senhor! Lembrem-se que lei sem graça produz rito seco, sem vida, sem fé, sem amor, sem Deus!

Ah! Antes de ir, sabe o Sapo da palestra? Ele viveu outra situação com o temível senhor NF. Mas essa é outra estória ou história? rsrsrs

Deus nos cuide!




Pr. Caco

14 comentários:

jackson disse...

Infelizmente é assim, há muitas pessoas que só sabem apontar o dedo, se julgando os donos da justiça,porém sabemos que somente um é justiça, Jesus.Muitas vezes já me peguei julgando pessoas sem misericórdia alguma, mas o Senhor nos ensina a amar o outro, e primeiro julgar a si mesmos antes dos outros. O Senhor nos ensina: quem quiser ser o maior , que seja o servo de todos.

IBA disse...

E se o sapo se chamasse Caco? O do Muppet Show se chamava Caco. De pele verde, olhos esbugalhados, cara sempre pidona, pedindo: carinho, compreensão, um espaço para ser ouvido... Ah, ele tinha uma admiradora que era apaixonada por ele. De graça! Pig, a porca. Uma paixão completamente fora do comum, fora de questão, sem nexo. Era um amor impossível, ele ficava no meio do caminho de fugir dela e se entregar, mas isso também é outra história. Muita gente não vai entender a analogia do MUSI, mas para quem é "do ramo"... Parece que esse sapo tá querendo ser nadador e tá querendo nadar contra a maré. Ah, hoje, de manhã, ouvi um pregador televisivo lembrando a todos, de zelador a pastor, para pararem de colocar peso em demasia na vida dos outros. Na verdade, todos temos que nos voltar mais para Deus e quem sabe de sapos nos tornarmos "príncipes" do Reino de Deus. Os manuais nada mais são do que modos de auxiliar o bom trabalho. A Regra de Fé e PRÁTICA é uma só: A BÍBLIA SAGRADA, que deve ser alvo de nossa meditação diária (fé) e de nossa vida diária (prática).

Sylmara Luz disse...

Entendo perfeitamente. Já fui uma NF (muitas vezes ainda sou, infelismente) e tb já fui, tvz esteja sendo e certamente ainda serei, uma "vítima" de NF's. Só a graça de Deus sobre essas pessoas (eu e todo mundo) q ele tão amorosamente criou. Viver é difícil. Pra viver tem que morrer. É doloroso morrer.
Q Deus nos ensine a morrer sempre q preciso for, pra q prossigamos com vida.
Abraços.

Isaac Marinho disse...

Graça e paz vos sejam multiplicadas.

Neo-fariseus são uma peste mesmo...

Em nada são diferentes do fariseu de Lucas 18:9-14. Exaltam-se diante de Deus, apresentam as obras da lei e dizem o quanto são bons, e ainda agradecem a Deus por serem melhores que os outros homens...

Enquanto Paulo dizia: "Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte?" (Romanos 7:24), pois sabia que estava sujeito a pecar, ainda que seu entendimento não ignorasse os mandamentos da lei. E ele completa: "... Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado." (Romanos 7:25)... os neo-fariseus, melhores que Paulo, ignoram que somos todos pecadores.

Quanto mais nos chegamos a Deus, mais evidente fica que somos miseráveis pecadores, e que sem Ele e Sua Graça estaríamos inevitavelmente perdidos.

Que Deus em Cristo nos santifique no entendimento, enquanto esperamos a redenção do nosso corpo. Que, pela graça, possamos estar escondidos em Cristo até aquele dia no qual em tudo seremos completos.

Na graça e no amor de Cristo.

André Gomes disse...

O grande erro desses NF's é de não entender que ser "escolhido por Deus" nunca significou ser escolhido para ter o direito de apontar o dedo, mas para ter uma responsabilidade de se apresentar de modo digno do evangelho. O problema é porque, os NF’s, estão apegados a uma cultura religiosa dos homens. Isto me faz lembrar as belas palavras de Cristo "Este povo me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim...". Precisam também lembrar quer, Cristo deixou algo tremendo e que deve ser praticado - "Amar a Deus e ao PRÓXIMO".

Anônimo disse...

Presb. Josinaldo!
Pastor sei o que estás sentindo, sabemos que a nossa unica regra de fé e prática é a palabra de deus, contudo temos o MUSI, para melhorar e auxiliar o nosso trabalho na IPB, mas, em se tratando de NF, não veja desta forma o povo de Deus pois o noss Deus está a cada dia trabalhando nas nossas vidas para assim sermos mais parecidos com ELE.

Pr. Ricardo "Caco" Pereira disse...

COMENTANDO OS COMENTÁRIOS:
1. JACKSON - Mano, infelizmente, todos nós as vezes somos um pouco NF. O importante é saber reconhecer, pedir perdão....
2. IBA - Mano, vc pegou a "alma" do texto. Perfeito! Fé de fato é fé de ato! Ato escravo da Palavra!
SYLMARA - Ex NF's sempre sentirão mais a dor de tê-los por perto...rs
4. ISAAC - O problema dos NF's é que eles acham que se aproximam de Deus por méritos, e cada vez mais ficam orgulhosos, soberbos...
5. ANDRÉ - Meu mano e colega... assim, os NF's transformam religião em algo repugnante. Eles amam o rito, mas não o Deus do rito.
6. PRESB. JOSINALDO - Que bom que percebeu que tenho severas críticas ao uso exacerbado do MUSI. Ele é apenas um documento de ORIENTAÇÃO, mas pra muitos (NF's) é quase uma bíblia das sociedades internas. Sobre falar assim da nossa igreja... Hum... Mano, não fui chamado pra calar e enquanto houver fôlego denunciarei aquilo que a Bíblia chama de pecado e o neo-farisaísmo, seja no meio presbiteriano, batista, congregacional, enfim, onde quer que esteja, DEVE SER COMBATIDO!

ESTÁ DITO!

Erick Newman disse...

A graça e paz!
É um direito de cada um pensar como quer, por isso vou escrever isso. O presbítero que comentou o texto ao não entender o povo de Deus da forma que o Pastor Caco descreveu (como o presb. disse) deixou uma fagulha de curiosidade em mim.Tenho que perguntar: por onde é que o senhor anda presbítero? E qual o seu entendimento de profeta? Presb. Josinaldo, uma das funções do profeta (senão a mais importante)é denunciar o pecado e não barganhar com o mesmo. Olhe para o povo de Deus no Antigo testamento, no período dos juizes, no período pré-exílico, e veja se sua frase cairia bem: ``não veja desta forma o povo de Deus pois o noss Deus está a cada dia trabalhando nas nossas vidas para assim sermos mais parecidos com ELE´´. O senhor deve está lend muito Atos dos Apóstolos e vendo uma outra realidade e outra igreja. Estamos vivendo a época da decadência da ética, moral e teologia cristã. Muitos pastores não tem mais coragem de dizer aos membros (principalmente os mais ricos) que pecado é algo que desagrada ao Senhor e que a Bíblia é seta indicadora, bastão balizador da vida cristã. Deus trabalha sim Presb. no seu povo, mas o seu trabalhar não deve ser estimulante para o meu conformismo e praticar a política da boa vizinhança. Todos nós de fato temos momentos e traços NF´s, mas lutamos e pregamos por uma vida mais digna do evangelho de Cristo e não podemos nos conformar com os erros achando que está tudo bem com o cristianismo porq afinal de contas... Deus tá trabalhando né?

Bell disse...

Gabam-se de ler a Bíblia, de tê-la decorada, de saber de cór os versículos, de andarem pra cima e pra baixo com a Bíblia debaixo do braço, de usá-la como se ela fosse um jogo de palavras cruzadas, onde o versículo Y, combinado com o versículo Z = o versículo W, etc.
Mas do que adianta isso tudo se o básico, o fundamental, o essencial não é vivido?
Se não amam o próximo como a si mesmos e nem permitem que cada um seja aquilo que Deus quer que ele seja?
Por que se colocam no papel de Deus e fazem de suas fés um eterno juízo do semelhante?

Srª disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Srª disse...

Graça e paz !
Infelizmente temos que conviver com alguns NF , o importante é não perder o foco. Pois o nosso Senhor diz: eleva teus olhos para os montes de onde vem o teu socorro? o teu socorro vem do Senhor que fez o céu e a terra( Sl. 121 ) Mediante a essa afirmação minha mensagem é : não julgue para não ser julgado, afinal a palavra do Senhor diz: não há justo,nenhum sequer(Rm 10) o que devemos fazer? ORAR ! Deus abençõe a todos !

Pr. Ricardo "Caco" Pereira disse...

COMENTANDO OS COMENTÁRIOS

1. ERICK: Maninho, suas colocações foram relevantes, equilibradas e objtivas. Exatamente assim deve se posicionr um homem de Deus;
2. BELL:Opa, sinta-se livre para deixar suas impressões aqui. Vc foi contundente e relevante. Infelizmente temos em nossa Igreja muitos que se colocam como detentores da verdade e são verdadeiros hipócritas.
3.SRª: Irmã, é verdade que temos um número exacerbado de NF's em nosso meio, isso é acrescido por nós mesmos, naqueles momentos em que nos tornamos iguais a eles. Oração e busca da Palavra são sem dúvidas os meios pelos quais podemos nos amoldar ao caráter do Rei e deixar de ser assim.
Deus nos cuide!
3.

cleanny disse...

Ás vezes esquecermos do que existi ao nosso redor,a felicidade e as coisas belas da vida estão em coisas simples que a gente nem imagina ! ah adorei blog,parabéns,continue assim!beijos

fique louco e pense disse...

Quatro mentiras que impedem o crescimento da igreja (Warren)
1a Mentira: “As grandes igrejas só se importam com o número de membros”.
• A meta da igreja deve ser sempre alcançar e integrar o povo que Deus nos
envia.
• Campanhas e propaganda podem trazer pessoas para sua igreja uma vez, mas
eles não retornarão se sua igreja não lhes der o que promete: vida!
2a Mentira: “Quantidade diminui a Qualidade”
A Igreja tem que ter tanto Qualidade quanto Quantidade. Veja:
• Qualidade: se refere ao tipo de discípulos que são produzidos pela igreja. A
vida destes cristãos está fundamentada na Palavra?
• Quantidade: se refere ao número de discípulos que a Igreja está produzindo.
• Qualidade e Quantidade não se opõe, não se anulam. Toda igreja deve
desejar ambas. Toda igreja deve desejar alcançar o maior número possível de
pessoas para Cristo e TAMBÉM desejar que estas pessoas se tornem
espiritualmente maduras.
• Um fato que muitos pastores desejam ignorar é que Qualidade gera
Quantidade. A Qualidade “atrai”.
• Também é verdade que Quantidade cria Qualidade. Quanto mais uma igreja
cresce, melhor se torna sua música. Você preferiria cantar com 10 ou 1.000
pessoas? Você gostaria de participar de um programa de adultos solteiros com
2 ou com 200 pessoas?
SERMONÁRIO DO REV. MARTINHO LUTERO SEMBLANO
IGREJA DE NOVA VIDA DA TIJUCA (RIO DE JANEIRO)
WWW.NOVAVIDA.ORG.BR
Estudos completamente liberados para pregadores. Pedimos que orem sempre por este Ministério. Pg. 2
Atualizado em 27 de outubro de 2007
3a Mentira: “As igrejas crescem por ter mensagens ‘água-com-açúcar’”
• Certamente existem igrejas que crescem com teologias erradas, compromisso
superficial e artifícios mundanos para atrair pessoas, grandes e pequenas. Mas
não se pode generalizar.
• O ministério de Jesus atraiu multidões. Por que? Porque o Evangelho é uma
“boa notícia!”. Jesus atraía grandes multidões e nunca comprometeu a
Verdade. Ninguém o acusou de pregar uma mensagem ‘água-com-açúcar’,
exceto os sumo-sacerdotes, que o criticavam por inveja (Mt 15.12).
4a Mentira: “A igreja crecerá se o líder simplesmente se dedicar”
• Há muitos pastores dedicadíssimos, mas suas igrejas não crescem.
• É necessário mais do que dedicação para guiar uma igreja ao crescimento.
Devemos usar a inteligência:
• Ec 10.10: “Se o ferro está embotado, e não se lhe afia o corte, é preciso redobrar a
força; mas a sabedoria resolve com bom êxito”. Note o que Deus diz: a
inteligência, não só a dedicação, trará sucesso. Se tenho madeira para lenha,
vou obter um melhor resultado se afiar o meu machado primeiro.
• A questão não é trabalhar arduamente, mas trabalhar bem.