sábado, 4 de outubro de 2008

Motivações Para se aproximar de Cristo

Por favor Leia Jo 12.1-11

1. Alguns se aproximam motivados pela experiência dos outros - Jesus realizou um grande milagre, ressuscitou um homem que havia sido sepultado há três dias. Grande multidão foi lá para ver o jovem Nazareno, acreditando que Ele era o Messias. Certo? Errado. As pessoas queriam ver Lázaro, se apoiar na experiência alheia e buscavam se aproximar de Cristo, apenas para saciar o seu desejo de ver aquele homem que fizera o morto andar.

Hoje em dia não é diferente. Por que igrejas neopentecostais e evangelicalistas estão lotadas em seus cultos de cura e libertaçao, ou nas sessões de descarrego? Por que sórdidos enganadores são seguidos e idolatrados por muitos? Porque oferecem um evangelho barateado, baseado na experiência, no “sobrenatural”.

A igreja dita cristã na atualidade colocou a Bíblia em segundo plano. Muitos crentes não lêem a Escritura, e quando o fazem, tratam-na como “caixinha da sorte”. Alguns versículos são usados como jargões do mundo gospel: Tudo posso naquele que me fortalece”; “ o senhor é meu pastor nada me faltará!”; “ em Cristo sou mais que vencedor!”.

A Palavra de Deus tem sido usada como pretexto para encher cultos de elementos experienciais que não são outra coisa, senão um grande show de exaltação do próprio EU. Em algumas igrejas existem os “Curandeiros” de plantão. Se alguém está doente, é só o "irmão do reteté" orar que enfermo fica bom. Creio plenamente que Deus cura qualquer pessoa, de acordo com Sua soberna vontade. Mas as pessoas passam a idolatrar alguém que orou pela cura de outra quando na verdade, quem age é o Senhor.

Não podemos basear nossa fé na experiência alheia, não é correto aproximar-nos de Cristo pelo que Ele fez na vida dos outros. A experiência com o Senhor é única e pessoal.

2. Outros se aproximam motivados por possíveis vantagens pessoais - Judas mostra-nos uma segunda espécie que se diz adorador. Uma raça que adentra na igreja, fala como cristão, tem atitudes dignas de um verdadeiro cristão, mas na verdade, não é. Uns até pregam, ensinam, cantam. Eles têm um talento enorme, são competentes no que fazem, contribuem de alguma forma com a igreja. Até nos conquistam!

Ah! Amados, mas eles são horríveis lobos em pele de cordeiros, estão entre nós apenas para usufruir das vantagens de ser “crentes”. Judas não estava interessando em ser um adorador de Jesus, queria tirar vantagem. O texto diz que ele não estava preocupado com os pobres, mas com o dinheiro com que Maria havia comprado o perfume, pois tinha a bolsa e era roubador. Ele era o tesoureiro, cuidava das finanças e se aproveitava disso para roubar o dinheiro. Quantas pessoas estão na Igreja apenas para ROUBAR? Quantos não são os escândalos envolvendo “ PSEUDO CRENTES”?

O nome do Evangelho tem sido manchado por pessoas que se dizem cristãs, mas fazem coisas que só servem para sujar o nome da Igreja. Políticos membros de Igrejas evangélicas se envolvem em máfia, em corrupção. E ainda se defendem dizendo que são perseguidos por causa do Evangelho.

3. Poucos se aproximam motivados por uma sincera Adoração - Maria certamente poderia se aproximar de Cristo com várias motivações. Vemos pelas evidências bíblicas que sua família desfrutava de um relacionamento intimo com Ele. Lázaro, seu irmão havia sido curado pelo Senhor... Mas a Maria que vemos aqui nos ensina muito mais do que intimidade de amigo, ela mostra uma relação de ADORADORA.

Oh! Queridos, a atitude de Maria nos ensina de forma muito simples que aqueles que se aproximam de Cristo para adorá-lo sinceramente precisam fazê-lo em total humildade e devoção, reconhecendo que devem ter intimidade com Ele e estar dispostos a pagar o preço mais alto para adorá-lo.

Não importam os esforços que serão feitos, os verdadeiros adoradores estão prontos a dar tudo o que são para se derramar diante de Cristo e adorá-lo de todo coração e com a alma repleta de alegria.

Cristãos que de fato querem adorar não medem esforços, porque na verdade têm prazer em glorificar ao Deus Eterno com tudo o que têm. Os que se aproximam em sinceridade não estão preocupados se vão estar no louvor, ou se vão varrer o chão da Igreja, não se importam se estarão em lugar proeminente, ou escondidos nos bastidores, pois sabem que o que importa na verdade, é, que onde estiverem estejam sendo servos; estão com coração contrito, quebrantado, agradecido. O que eles têm na verdade em seus corações é um desejo sincero de se derramar diante do Senhor, gratos pelo perdão dos seus pecados e pela salvação eterna.


Um abraço,

Xau e bênça!!

8 comentários:

Isaac Marinho disse...

"...Deus é quem opera tudo em todos."
(1 Coríntios 12.6b)

Não há motivos para nos exaltarmos se Deus coopera conosco e realiza milagres enquanto ministramos em seu nome. Nossa alegria deve ser a de termo sido alcançados pela graça salvadora.
Os "setenta" (número bastante mencionado nas "campanhas" milagrosas) voltaram alegres por verem que até os demônios se submetiam a eles, mediante o nome de Jesus.
Mas Jesus disse:
"Eu lhes dei poder para pisarem sobre cobras e escorpiões, e sobre todo o poder do inimigo; nada lhes fará dano. Contudo, alegrem-se, não porque os espíritos se submetem a vocês, mas porque seus nomes estão escritos nos céus."
(Lucas 10.19,20 - NVI, ênfase minha)
Devemos ter "interesse", sim. Mas um "interesse" grande em conhecer mais e mais ao Deus (Oséias 6.3) que escreveu nossos nomes nos céus (entenda-se aqui "interesse" por "disposição", e não simples "pretenção"), aí poderemos nos aproximar dEle.
Infelizmente as pregações têm perdido o foco; colocam os milagres à frente e Deus fica em segundo plano: é com,o se os milagres fossem um objetivo e Deus fosse apenas um meio de alcançá-los. Homens que nada mereciam e receberam (se é que receberam) a salvação de "graça" ("favor não baseado nos méritos do beneficiado"), agora querem exaltar-se? Há uns que já se consideram "pequenos deuses" por causa da "unção" e do "poder" (blasfêmia descarada). O interessante é que esses "pequenos deuses" só têm o "poder" e a "unção", e a santidade (que é boa) fica de lado.
Devemos nos chegar a Deus "crendo que Ele existe e que é galardoador dos que o buscam", mas não devemos nos aproximar dEle em busca de galardões; Deus não é "Papai Noel".
Além dos interesseiros descarados, que já chegam em busca das bençãos, exitem os enrustidos: são os pseudo-adoradores e pseudo-crentes (como o Pr. Caco usa dizer); aqueles que tem aparência de piedade, mas negam a eficácia da mesma (2 Timóteo 3.1-5). De Deus não se zomba! (Gálatas 6.7)

Bençãos, milagres etc, são apenas conseqüências do ato de nos aproximarmos de Deus. O que eu busco ao me aproximar de Deus é me relacionar (exercitar a comunhão, conhecê-lo e dar-me a conhecer, ainda que Ele me conheça bem) com Aquele que me amou primeiro e, por sua graça e misericórdia, me concedeu a fé (para minha própria salvação)e, me ensina a viver de forma digna, diante dos homens, e agradável a Ele.

O que é o homem sem Deus?

Não precisamos de bençãos e milagres, precisamos do Deus vivo; bençãos e milagres são apenas gotas do oceano que é a "vida em comunhão com Deus".

Graça e paz sejam com todos!

Um abraço, Pr. Caco.

Isaac Marinho disse...

Errata
"Não há motivos para nos exaltarmos se Deus coopera conosco e realiza milagres enquanto ministramos em seu nome. Nossa alegria deve ser a de termo sido alcançados pela graça salvadora."

Onde se lê "termo", leia-se "termos".


Acredito que existam outros erros, mas este eu notei logo.

Desculpem-me.

Um abraço.

=D

Débora disse...

Algo que sempre questionei e preservei foram as minhas motivações. Sempre tive "problemas" com as motivações.
Sempre busquei ter motivações corretas e quando isso não era real eu não continuava a fazer ou nem começava a fazer algo.
Se entendermos quais são as nossas motivações para com Deus a nossa vida vai ser mais diferente. O "resultado" das nossas ações serão mais "eficazes".
Lembrei-me de 2 Corintios 9.7 NÃO DEVEMOS ENTREGAR O DIZIMO POR TRISTEZA OU NECESSIDADE E SIM COM ALEGRIA.
Ter a motivação correta faz toda diferença.

Mais um post abençoado.


Se dependesse só deles juro que já estava de volta na Igreja.

Faculdade Teológica disse...

parabens pelo post muito bom!


Abs!
Faculdade Teológica

Braidotti disse...

Esta confusão que fazem com a Palavra de Deus em muitas igrejas tem feito com que muitas pessoas que poderiam se aproximar da igreja e conhecer a Cristo, estejam se afastando. O show fica cada vez mais explícito e a essência vai se perdendo.

Gosto muito do que você escreve.
Obrigada por edificar.

Que Deus te abençoe sempre!

marcos Tadeu disse...

A igreja precisa estar em sintonia com o Altíssimo a todo instante e em qualquer situação, seja no sofrimento, na alegria, na doença, em pecado.É agradecer, louvar, engrandecer, glorificar, interceder, confessar pecados. Tiago quer que façamos uso completo da oração.
Em Tiago 5.12-18 trata sobre esse assunto tão importante na vida cristã, pois a oração de justo é poderosa e eficaz, mostrando Elias como exemplo de um grande homem de oração.
O que falta no ser humano é amor ao próximo, esta é a lei de Deus.

Verena disse...

"Que não nasce para servir, não serve para viver" Velho jargão, mas que considero muito verdadeiro. Não importa em que nível, posição ou seja lá o que for em que se esteja, o que importa é seguir a palavra de Cristo e amar verdadeiramente o irmão, servi-lo e ser feliz por realizar atos que nos aproximem de Deus, para adorá-lo verdadeiramente e em paz.Aqueles que têm a alma perdida e quer tirar proveito, fingindo ser o que não é, esse não é feliz.Quando, ao final do dia, põe a cabeça no travesseiro, seu sono não é de paz...é movido pela ambição e pela mentira, então dorme mal, imagens horrorosas povoam sua mente e quando acorda sabe que será terrível seu dia. Enquanto não se apercebe dessas dolorosas sensações e não lhe vem a realidade, não passa de um boneco, manipulado e manipulador. Abençoados os que já têm a percepção, pois seu caminho é doce e suave.

Pr. Caco N. Pereira disse...

COMENTANDO OS COMENTÁRIOS
1. ISAAC - Mano, como sempre você tem contribuido de forma bastante positiva para nosso blog. Deus lhe cuide!
2. DÉBORA -Maninha, as nossas motivações não podem ser diferentes do prescrito em 1Co 10.31. Se o forem, serão pecaminosas.
3. FACULDADE TEOLÓGICA - Obrigado! Volte!
4. VALÉRIA - Cabe a mim e a você não fugir da essência...
5. MARCOS - Mano Marcos, Cristo não estará em sintonia conosco quando estivermos em pecado.
não orar é não ser cristão! Deus te cuide mano!
6. VERENA - Ótimas coloações Verena... Quem não experimenta a Cristo, pode a ter ser manipulador, mas no final das contas, é um manipulado...